5 formas de usar o Laser na Podologia

laser podologia

O Laser é um equipamento muito versátil. Por isso, podemos usá-lo em diversas podopatias. Neste artigo, você vai conhecer as cinco principais maneiras de usar o laser na Podologia.

Quando usamos o laser na Podologia, buscamos principalmente um desses cinco efeitos fisiológicos, a saber:

  • anti-inflamatório
  • microbicida
  • parasiticida
  • analgésico
  • cicatrizante

Sendo assim, vamos ver o resultado desses efeitos nas cinco principais podopatias.

1. Como usar o laser na Onicomicose

Em minhas aulas de Micologia para Podologia, os alunos sempre me perguntam se vale à pena usar o laser na onicomicose. E a resposta, com toda a certeza, é sim…

Na onicomicose, por exemplo, usamos a técnica de inativação fotodinâmica, visto que queremos não só o efeito fungicida com também o efeito bactericida.

Nessa técnica, precisamos usar o azul de metileno.

Pois a junção do azul de metileno com a luz vermelha vai gerar a produção de oxigênio singleto.

E é essa molécula que vai desencadear a morte progressiva dos microorganismos.

banner livro laser podologia

2. Laser na Onicocriptose

Na onicocriptose, podemos usar o laser para obter os cinco efeitos citados no início deste artigo. No entanto, o efeito desejado depende do tipo da fase de cicatrização da onicocriptose.

Por exemplo, na onicocriptose de grau 1 ou 3, iniciamos com a técnica anti-inflamatória. Depois que os sinais da inflamação diminuírem, iniciamos a técnica de cicatrização.

Já na onicocriptose de grau 2 ou 4, iniciamos com inativação fotodinâmica (efeito fungicida / bactercida).

Depois que os sinais da infecção diminuírem, aplicamos a técnica anti-inflamatória.

Por fim, quando os sinais da inflamação diminuírem, finalizamos com a técnica de cicatrização.

É importante ressaltar que o podólogo deve respeitar o intervalo de sete dias para fazer uma nova aplicação de laser.

banner curso espiculaectomia

3. Como usar o laser na Verruga Plantar

Na verruga, podemos atuar de duas formas diferentes, a saber:

  • inativação fotodinâmica
  • ação anti-inflamatória

Na inativação fotodinâmica, o laser ataca diretamente o vírus com a aplicação do azul de metileno e da luz vermelha.

Mas lembra de desbastar a verruga antes da aplicação do laser, ok?!

Pois essa falta de desbaste é um dos erros mais comuns no tratamento da verruga plantar.

Na técnica anti-inflamatória, o laser é um coadjuvante, porque vai acelerar o processo anti-inflamatório.

Sendo assim, após a cauterização da verruga, aplicamos o laser para obter esse efeito.

4. Laser na Fascite Plantar

Na fascite plantar, usamos o laser com a técnica anti-inflamatória.

Aqui, além do efeito anti-inflamatório, aliviamos a dor causada pela fascite.

Para ganhar mais tempo, podemos utilizar um equipamento chamado cluster.

Esse equipamento possibilita aplicar a luz de uma só vez vários pontos.

5. Laser na Tungíase

Na tungíase, usamos o laser com o fim de obter ação parasiticida ou anti-inflamatória.

Caso a bolsa de ovos da Tunga penetrans se rompa durante a retirada, usamos o laser com ação parasiticida.

Caso a bolsa de ovos não se rompa, usamos o laser com ação anti-inflamatória.

Em resumo, essas são as cinco principais formas de usar o laser, do jeito certo, na Podologia. Espero que este artigo tenha te ajudado a aprender um pouco mais!

viviane ripoll